Google+ Followers

domingo, 22 de setembro de 2013

Mundo Pet Magazine na onda dos paparazzi! ;)

Celebridades do mundo da moda, cinema, jornalismo e TV, aqui no Brasil ou no exterior, mostram em sites, ou publicam em suas redes sociais, fotos de seus queridos companheiros peludos. Sem contar as declarações de amor.

O Mundo Pet Magazine criou um álbum em sua fanpage especialmente para reunir a paixão dos queridinhos da mídia. Acompanhe, curta, compartilhe e divirta-se!



domingo, 7 de abril de 2013

Collie



Origem
Uma teoria da origem do nome é que ele foi derivado de uma palavra gaélica que significa útil, o que leva a raça à situações de pastoreio e trabalho valorizadas pelos Celtas que primeiro se estabeleceram nas Ilhas Britânicas. Os serviços de pastoreio de ovelhas e guarda são alguns dos mais antigos atribuídos à cães, embora a prova da raça collie date apenas de cerca de 1800.

Aparência
O collie é um cão ativo, ágil, forte, e combina força, velocidade e graça. A pelagem pode ser de dois tipos, ambas com um subpêlo macio e abundante. O revestimento exterior da variedade lisa é curta, dura e plana, sendo que a variedade áspera é em linha reta, dura, abundante e longo, em especial sobre a crina e colar. A expressão collie é uma característica importante da raça, e depende da forma e do equilíbrio do crânio e do focinho, bem como as características dos olhos e ouvidos. Deve ser brilhante, alerta e inteligente.

Saúde
Se você quer ter a companhia de um collie, saiba que ele precisa de uma boa caminhada ou corrida. E adora uma brincadeira, que acaba sendo necessária todos os dias. O collie pode viver ao ar livre, considerando um clima temperado a frio, mas é um cão tão orientado à família que é dentro de casa que ele é muito mais feliz. O collie da variedade lisa necessita de cuidados mínimos, já o pelo da variedade áspera precisa escovar ou pentear todos os dias.
Atenção aos olhos e problemas de pele e cuidado também ao coração e audição.




Curiosidades
O collie é gentil e dedicado. É um cão com uma herança de trabalho, e caso não conte com o exercício diário, mental e físico, pode tornar-se frustrado. É sensível, inteligente e disposto a agradar, embora às vezes seja um pouco teimoso. Ele pode beliscar os calcanhares nas brincadeiras. Alguns podem latir muito.

A rainha Vitória tornou-se entusiasmada com a raça e sob seu patrocínio, sua popularidade cresceu, não só com pastores atentos ao seu valor no trabalho, mas também com os membros da classe alta, que estavam encantados com sua beleza. 

O collie mais famoso de todos, a estrela de televisão Lassie, ainda popularizou a raça, ajudando a fazer do collie uma das raças favoritas de todos os tempos na América.




domingo, 27 de janeiro de 2013

Corgi Pembroke e Cardigan Welsh


Origem
O corgi - Cardigan Welsh ou Pembroke - é considerado uma das raças mais antigas de pastoreio, tendo sido um grande ajudante dos agricultores no sul do País de Gales. Embora pequeno, ele foi muito usado na criação de gado, por beliscar os calcanhares do rebanho e não ser pisoteado. Foram também usados no pastoreio de ovelhas e até mesmo pôneis galês. Apesar das reivindicações para a antiguidade da raça, especulando-se mais de 3 mil anos, é difícil traçar sua origem. Mas há registro de um cão de gado Welsh  em um livro do século 11. Embora certamente compartilhe seu passado com o corgi Cardigan Welsh, o corgi Pembroke (menor, com uma expressão mais de raposa) foi desenvolvido separadamente, em Pembrokeshire, País de Gales.


Aparência
É considerado um cão alerta e exuberante, embora teimoso, o que torna seu adestramento difícil. Apesar de não parecer, fisicamente pode atingir os 32 cm e pesar em torno de 17 kg. Sua pelagem pode ter variadas cores, dependendo se a raça é Cardigan ou Pembroke. Possui os olhos bem separados, as orelhas eretas e arredondadas.



Curiosidade

Há relatos que até meados do século XIX, foi o único cão criado por comunidades galesas. Em 1934, o Cardigan e Pembroke corgis foram divididos em duas raças distintas, após o qual o Pembroke dispararou em popularidade. 

O corgi se tornou o favorito do rei George VI e, posteriormente, da rainha Elizabeth II. Na década de 1960, ele se tornou uma das raças de animais de estimação mais populares em todo o mundo, mas especialmente na Grã-Bretanha. 


Saúde

O cuidado com esta raça consiste apenas na escovação uma vez por semana para remover pêlos mortos. O corgi precisa de exercício diário para estar na seu melhor forma. Como preocupação principal está a doença do disco intervertebral e em menor escala a eplepsia. Ocasionalmente ele pode apresentar fragilidade da pele, luxação do cristalino e cálculo renal.

Características
O gosto por morder permanece como um traço comum a esta raça pastora, o que torna seu adestramento difícil. No entanto, é dedicado e disposto a agradar, é divertido, carinhoso, amável e sociável. É muito bom com crianças, embora possa beliscar os calcanhares nas brincadeiras. 
Corgi Cardigan Welsh

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Yorkshire Terrier


Origem
É uma raça antiga de pequeno cães, surgida na Escócia. Mas ganhou o nome da cidade de York (condado de Yorkshire) na Inglaterra desde a revolução industrial. Apesar de seu tamanho micro, é um cão muito ativo e independente e adora ficar ao lado de seu dono, alguns, de preferência no colo. Adora passear e viajar com a família e participa ativamente de todos os momentos. Muitos dizem que o yorkshire só falta falar. É um cão doce e sociável, muito brincalhão e um grande companheiro.

Aparência
O yorkshire é um cão de porte pequeno e seu peso varia entre 3,5 e 4kg. O pelo é comprido e sedoso, sem ondulações. As cores podem ser azul-aço, que fica entre o preto e o prata, e o castanho intenso. O focinho é curto, os olhos bem redondos e brilhantes e as orelhas empinadas e pequenas.

Saúde
Trata-se de um cãozinho saudável, mas com problemas inerentes à raça, como fechamento tardio da moleira, hérnia, dentição dupla, luxação de patela, problemas na produção de lágrimas, tártaro (muitos deles ficam banguelas cedo), hidrocefalia, prognatismo e retrognatismo. Alguns exemplares apresentam epilepsia.
Portanto, muita atenção e visitas frequentes ao veterinário são muito bem-vindas.

Curiosidades
Na Escócia do século XI, os servos eram proibidos de criar cães maiores do que um aro metálico de sete polegadas de diâmetro. A classe servil não tinha o direito de caçar, por isso seus cães deveriam ser assim tão pequenos. Já na era vitoriana, a Rainha Vitória – sempre ela – se apaixonou pelo cãozinho e tinha exemplares sempre ao seu lado. Assim, o yorkshire passou a ser o queridinho das senhoras da aristocracia e da alta burguesia. Até hoje é o preferido por 9 entre 10 estrelas do cinema e da TV.