Google+ Followers

domingo, 14 de outubro de 2012

Poodle


A raça
O poodle é considerado a segunda raça canina mais inteligente do mundo. Brincalhões, ótimos nadadores e caçadores são dóceis e gostam da companhia das pessoas por quem são afeiçoados. Por serem muito inteligentes ficam entediados com facilidade. E isso os transforma em cãezinhos bastante levados. Funcionam bem como cães de guarda e os poodles gigante e médio adoram crianças.

Aparência
É um cão que varia nos tamanhos: o gigante pode medir entre 45 e 60 cm, o médio varia de 35 a 45 cm, o mini vai dos 28 aos 35 cm e o toy chega no máximo aos 28 cm de altura. As cores são variáveis, o focinho é regular, as orelhas pendentes e a pelagem é densa, crespa e macia. Os olhos podem ser marrons, âmbar escuros ou pretos, dependendo da cor da pelagem, que pode ser preá, branca, marrom ou chocolate, cinza e abricó.

Saúde
São cães muito saudáveis, mas com a idade podem apresentar problemas, portanto, o veterinário tem que estar sempre por perto. Os problemas mais comuns são catarata, entropia, epilepsia, degeneração do disco intervertebral e atrofia progressiva da retina, entre outros. Todos os poodles têm tendência a desenvolver câncer de mama, por isso é bom ficar sempre atento.


Curiosidades
Em espanhol, o poodle é chamado de “perro de lana”, que significa “cão de lã”. Especula-se que o corte tradicional dos pelos em forma de bracelete nas pernas era usado antigamente nas caçadas na neve: o pelo era tosado baixo para facilitar a movimentação do cão e as juntas eram protegidas com a pelagem para proteger pulmões, coração e rins do frio. O pompom no fim da cauda servia como bandeira de sinalização. 


Há quem diga que sua origem é francesa, outros dizem que é ibérica e há os que afirmam que são alemães ou russos. Alguns poodles famosos: Vicki, de Richard Nixon, Rufus, de Winston Churchill e a Belinha, cadela que cresceu no programa Mais Você da Rede Globo, junto de sua dona, a apresentadora Ana Maria Braga.


Um comentário: