Google+ Followers

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Maltês

Origem 
Fofo. Este é o adjetivo que melhor define um cão maltês. Apesar do nome maltês, esse cãozinho fofinho não vem da ilha de Malta, como muitos pensam. O nome vem da palavra semítica “màlat”que quer dizer “seguro” ou “porto”. Costumam vencer todos os campeonatos de beleza. Os malteses são também conhecidos por serem muito levados: adoram correr e o fazem com uma agilidade incrível, são muito inteligentes e adaptáveis ao ritmo do seu dono. Se percebem de alguma forma que seu dono está sendo ameaçado, não hesitam em morder. Muito cuidado, porém, para não colocar um maltês ao alcance de crianças. Como são muito pequenos e dóceis, podem ser facilmente machucados.

Aparência
Este cãozinho pertence ao grupo conhecido como “toys”, coberto de pelos da cabeça aos pés. Pesam de 1,5 a 4kg. A pelagem é abundante, lisa e macia, o nariz é preto, as orelhas caídas e os olhos são bastante escuros. A cor é sempre branca, mas o marfim também é permitido pelos padrões da raça. Outra característica é o chamado “nariz de inverno”, ou seja, o preto do nariz pode descorar e ficar rosa ou marrom claro. Alguns banhos de sol podem recuperar a cor original.

Saúde
São cãezinhos muito saudáveis, com poucos problemas. Mas eles existem. Pode ocorrer luxação da rótula, problemas de fígado e atrofia progressiva da retina. Normalmente vivem de 16 a 19 anos.

Curiosidades
A raça já teve diversos nomes através dos séculos: cão melitaie, vos ancião, cão da Malta, cão das damas romanas, cão consolador, spaniel dócil, bichon, cão choque, cão leão maltês e terrier maltês. Acredita-se que sua origem remonte a 6.000 a.C., segundo Darwin. Teríamos, então, um bichinho com uma história de 8.000 anos, se Darwin realmente acertou. Publius, o governador romano de Malta, tinha um maltês chamado Issa. Maria I, da Escócia, Elizabeth I, da Inglaterra, a rainha Vitória, Josefina de Beauharnais e Maria Antonieta tinham seus malteses como bichinhos de estimação.




Nenhum comentário:

Postar um comentário