Google+ Followers

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Mastim Napolitano


Origem
Trata-se de uma raça muito antiga, sendo mencionada por grandes escritores e oradores da Roma Antiga que o chamavam de “bom cão guardião”. As origens são controversas. Há quem diga que o mastim seria descendente de cães que Alexandre, o Grande conhecera na Grécia. Outros afirmam que descende diretamente dos molossos romanos, usados pelos exércitos em suas guerras de conquistas. Há a corrente que foram trazidos à Inglaterra pelos romanos e ali, surgido através de cruzamentos entre os molossos e os pugnaces britannie. E, finalmente, há que diga que foram introduzidos na Europa, pelo Mediterrâneo, há milênios, trazidos pelo fenícios.

Aparência
O mastim atinge sua plenitude física aos três anos de idade e pode chegar aos 85kg e medir 77cm. A cabeça é arredondada, com crânio largo e pele cheia de rugas e pregas. Os olhos são afastados e profundos, as orelhas são pequenas, triangulares e achatadas. É um cão muito forte e vem nas cores cinza, cinza-chumbo e preta, com algumas pequenas manchas brancas no centro do antepeito.

Saúde
Por ser um cão extremamente volumoso, pode apresentar problemas de saúde. Os mais comuns são a obesidade – é um cão guloso, por isso, olho na alimentação dele – torção gástrica (divida a comida em porções, evitando dar tudo de uma só vez), dermatite, por causa das rugas e dobras, displasia coxo-femural, otite e entrópio, que é uma inflamação nas pálpebras.


Curiosidades
Há um escrito romano que diz que o mastim deve ser preto ou escuro para afugentar os ladrões de dia e poder atacá-los à noite sem ser visto. O mastim aparece nos filmes de Harry Potter, como cão para caçar javalis da Hagrid, o guarda-caça de Hogwarts, e seu nome é Canino. São cães muito pesados e seu peso depende da zona de origem dos seus ascendentes. Em determinadas regiões da Itália, o mastim pode chegar facilmente aos 100kg.

Nenhum comentário:

Postar um comentário