Google+ Followers

domingo, 29 de julho de 2012

Dobermann

Origem
A raça foi desenvolvida durante o século XIX, na Alemanha, por Louis Dobermann. O trabalho de continuação que estabeleceu o padrão da raça em 1899 foi feito por Otto Goeller. É um cão valente, inteligente e muito ágil. Fiel ao seu dono e família, não gosta de estranhos, sendo considerado um dos melhores cães de guarda. Devido ao seu temperamento, é muito usado como cão policial, cão militar e até mesmo como cão guia, embora essa não seja uma grande aptidão de um dobermann. A ferocidade do cão depende de como ele é criado, por isso mesmo recomenda-se que quem for adotar um dobermann, seja equilibrado e paciente.



Aparência
O dobermann é um cão de porte grande, medindo aproximadamente 72cm, com peso entre 40 e 45kg (machos), elegante, forte e musculoso. A pelagem é curta, dura e espessa as cores variam entre preto, marrom escuro e azul, que não é aceita pelo padrão oficial FCI. O focinho, os lábios, bochechas, olhos, garganta e antepeito possuem marcação claramente definida em castanho e as orelhas são apontadas para o alto. Esses cães podem viver até os 12 anos.

Saúde
O dobermann precisa de espaço e muito exercício físico. O pelo deve ser escovado regularmente para a retirada dos fios mortos. Podem apresentar torção gástrica, por isso mesmo sua alimentação deve ser bem balanceada e com muitos cuidados. Outro problema que pode ocorrer é a atrofia progressiva da retina, que pode ser evitado com a escolha cuidadosa do filhote e dos pais da ninhada.

Curiosidades
O criador da raça, Louis Dobermann, era cobrador de impostos na cidade de Apolda, na Alemanha. Como fazia muitas viagens pela região, precisava de um cão robusto e inteligente para protegê-lo de quaisquer problemas. Louis Dobermann também trabalhava no canil municipal da cidade e conhecia muito bem as raças rotweiller, pinscher, pastor alemão, weimaraner, greyhound e manchester terrier. Iniciou aí os cruzamentos que viriam a formar a raça como hoje a conhecemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário