Google+ Followers

domingo, 29 de julho de 2012

Fila Brasileiro

Origem
Como o próprio nome diz, o fila é uma raça de cães de grande porte desenvolvida no Brasil. São muito usados como cães de guarda e também como cães boiadeiros. É a primeira raça brasileira reconhecida internacionalmente pela FCI. E, em termos de Brasil, é uma raça antiga, desde os tempos dos colonizadores. Ajudou os bandeirantes nas conquistas de novos territórios, protegendo as comitivas de ataques. Exerceu também a nada nobre missão de recapturar escravos fugitivos. É muito dócil com a família, mas detesta estranhos. Por isso, muito cuidado com o seu fila.
Aparência
O fila brasileiro impressiona pelo seu tamanho, podendo chegar a 75 cm de altura e pesar até 70 kg, o que o faz um dos maiores cães do mundo. Tem uma das maiores cabeças entre as raças caninas, é um cão extremamente musculoso e seu ataque é poderoso, podendo facilmente jogar um homem ao chão e superar obstáculos de mais de dois metros de altura. As cores mais comuns são a dourada ou amarelada, passando por todos os tons de amarelo até chegar ao castanho ou avermelhado. Há também os tigrados e os de cor preta.


Saúde
Como todo cão de grande porte, o fila brasileiro pode apresentar problemas de displasia coxo-femural. Torção gástrica é outro problema com que se deve ter muito cuidado, portanto, dividir a ração em porções menores diárias diminuem as chances de o cão passar por isso. Mas, geralmente, é uma raça geneticamente muito saudável.


Curiosidades
O apogeu da raça foi nos anos 1970 e 1980, quando foi uma das raças com maior número de registros. Houve uma tentativa de mudar o padrão da raça para deixá-la menos agressiva, mas a expressão “possui aversão a estranhos” ainda é parte de seu padrão oficial. Os exércitos do Brasil e de Israel realizaram diversos testes com raças variadas e chegaram à conclusão de que o melhor cão para servir às forças armadas é o fila brasileiro. Adapta-se bem a condições hostis, como a floresta amazônica, por exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário